O “Paulistão”, como é mais conhecido o campeonato de futebol do estado de S. Paulo, é a mais antiga competição desse esporte organizada no estado. Funcionando sem paragens desde 1902 – nem as guerras mundiais nem mesmo a Revolução Constitucionalista de 1932 interromperam a “festa” – está quase alcançando 120 anos de uma história curiosa e bem interessante.

O São Paulo Athletic, ou Clube Atlético de São Paulo, venceu as primeiras três edições. Ainda hoje é um importante centro de esportes com origem na Inglaterra, sendo uma potência no rugby. Embora não tenha mais futebol, essa sua origem “britânica” foi determinante para a sua glória inicial – o clube foi um dos principais motores da popularização do novo esporte no estado de S. Paulo, no início do século XX.

Mesmo atualmente, o São Paulo Athletic é o 6.º clube com mais vitórias no Paulista, mas isso se deve também ao fato de os “quatro grandes” virem monopolizando as vitórias ao nível estadual. O Paulistano tomou o lugar do São Paulo Athletic nas décadas de 1910 e 1920, conquistando 11 troféus.

Mas, daí em diante, São Paulo FC, Santos, Palmeiras e Corinthians iniciaram seus trajetos gloriosos, deixando apenas pequenos intervalos para outros clubes (o mais recente é o Ituano, que conquistou seus dois Paulistas no presente século). Todos os “quatro grandes” têm mais de 20 vitórias, com o Timão estando bem próximo de ser o primeiro a conseguir 30 vitórias.

Divisões inferiores

Com as atenções focadas no topo da classificação, é importante lembrar o imenso universo de times jogando futebol ao nível paulista. A competição está dividida em quatro níveis, com promoções e rebaixamentos entre eles. São os seguintes, por ordem decrescente:

  • Série A1 (o Paulista propriamente dito)
  • Serie A2
  • Série A3
  • Segunda Divisão

Formato atual

O formato atual da série A1 do Paulistão vem vigorando desde 2017. Quatro grupos, com quatro equipes cada, definem oito lugares para as quartas de final, seguindo então em mata-mata.